quinta-feira, 4 de novembro de 2010

A DECADÊNCIA DA IGREJA




Até fins do século XX, o povo americano era um dos povos mais cristãos do mundo. As práticas cristãs estavam presentes na maneira de fazer negócios, de se relacionarem socialmente, de educarem seus filhos, de constituírem suas famílias, suas autoridades, etc... Eu, particularmente, não conheço nenhum outro povo que tenha usado os princípios bíblicos de forma tão prática e social quanto o povo americano. A rígida obediência a Deus lhes garantiu crescimento constante e o título de nação mais poderosa do planeta. Infelizmente, a maioria dos brasileiros não conhece esse detalhe da cultura norte-americana. O brasileiro não sabe que o povo americano é crente (cristão protestante de várias denominações). A TV e algumas autoridades católicas sempre tentaram esconder esse “pequeno detalhe” do povo brasileiro. Até pouco tempo os pagãos e os marxistas (comunistas) falavam barbaridades sobre o povo americano porque tinham medo do Brasil se tornar um país protestante (Vem de protestar, de não concordar) também.
Retornando ao momento atual, é verdade que os Estados Unidos já não são mais os mesmos de antigamente. Nos últimos anos perderam o status de país mais respeitado do mundo. Parece que os americanos não estão percebendo o desvio de comportamento que vêm praticando nas duas últimas décadas. De mau-exemplo em mau-exemplo, os americanos vêm perdendo a maioria das bênçãos alcançadas nos últimos séculos.
Se analisarmos minuciosamente a metodologia utilizada por Deus, para disciplinar um povo (descrita no Velho Testamento), concluiremos que: se os americanos não consertarem tal desvio, serão castigados, envergonhados e humilhados até que enxerguem seus erros atuais e reassumam a conduta cristã que até meados do século XX os havia colocado no topo do Mundo.
Hoje, o maior problema dos Estados Unidos não está nas mãos de nenhum grupo terrorista. Na verdade, o problema americano é exclusivamente doméstico. Os recentes vexames (caso Clinton, eleições de 2000, torres gêmeas, explosão do ônibus espacial, Iraque etc.) são conseqüências indiretas da libertinagem, do feminismo, do homossexualismo e da tolerância ao paganismo dentro das suas fronteiras. Os americanos precisam relembrar os ensinamentos da palavra de Deus para perceber seus erros atuais e suas possíveis soluções.
Os americanos precisam se lembrar, também, de que povos tementes a Deus, como os muçulmanos, por exemplo, não vão aceitar a implantação de um regime político e social que considera em total igualdade, homens, mulheres, gays, lésbicas etc... Segundo a palavra Sagrada tal igualdade jamais foi ensinada e nem mesmo tolerada.
 Se o Império Romano não tivesse engessado o Cristianismo, com idolatrias pagãs por praticamente 1000 anos (período Medieval), certamente que Deus não teria tido necessidade de levantar outro povo, também da descendência de Abraão, para combater o paganismo no planeta até que o Cristianismo se libertasse do engessamento romano. Essa questão, no entanto, é muito complexa e delicada. Por isso, precisa ser analisada com respeito e cautela. De qualquer forma, não podemos esquecer que Deus é soberano sobre tudo e sobre todos. A meu ver, judeus e muçulmanos são irmãos. Nesse caso os estados Unidos deveriam trabalhar no sentido de aproximá-los e não de dividi-los.
Uma outra questão que devemos levar em conta também é que depois que o povo americano adotou o uso de mulheres, em postos de comando antes de batalha e em outras atividades tradicionalmente masculinas, o fracasso e o vexame nacional tornaram-se uma constante. Acredito que o Deus Criador não está muito satisfeito com algumas modernidades que Ele nunca autorizou. Nós, aqui no Brasil, devemos tomar estes fatos como exemplo para não insistirmos nos mesmos erros também.

Fonte:
Valvim M Dutra

Autor do Livro Renasce Brasil.

Amados Irmãos,

Glória a Deus que pela sua Graça e Misericordia me permiti que pela revelação do Espírito Santo compartilhar com vocês o seu ensinamento.
Que tristeza essa realidade, ver que um pais onde a fé em Jesus era prioridade e a prosperidade reflexo dessa fé, hoje estarem decadência e vertiginoso declínio espiritual. Isso acontece porque o diabo consegue entrar no coração da maioria dos líderes das igrejas cristãs americanas fazendo com que o ensinamento da Sã doutrina de Cristo fosse deturpada para atender aos seus próprios interesses. Os lideres corrompidos pelas suas coligações  ensinam  errado aos liderados e essa corrente de engano de estende a largos passos." Então Jesus, chamando-os para junto de si, disse: Bem sabeis que pelos príncipes dos gentios são estes dominados, e que os grandes exercem autoridade sobre eles. (Mt 20:25)
Irmãos, oremos à Deus para se assim for da sua vontade quebrantar os corações desses lideres, afim de voltarem para a verdadeira e sã doutrina de Jesus Cristo Nosso Senhor. Amém!

Com Amor em Cristo